terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Belo filme, Wenders, mas porque não cortas logo, quando o Yuharu Atsuta começa a chorar, põe a mão à frente da cara e te pede para te pores no caralho?