domingo, 23 de junho de 2024

Euro 2024 (Dia 9).

Geórgia vs Chéquia foi um jogo da 2ª jornada do Grupo F do Euro 2024. Disputou-se no Volksparkstadion, em Hamburgo. Georges Mikautadze, aos 45+4 minutos, de grande penalidade, adiantou no marcador os georgianos. Aos 59 minutos, Patrik Schick igualou para os chéquios/checos/o caralho que os foda. O resultado não sofreria alterações até ao final. 


14 de Junho de 1996. City Ground, Nothingham. 2ª Jornada do Grupo D do Euro 1996. Portugal-1 Turquia-0. Golo de Fernando Couto, aos 66 minutos. 24 de Junho de 2000. Amsterdam Arena, Amesterdão. Quartos-de-Final do Euro 2000. Portugal-2 Turquia-0. Golos de Nuno Gomes, aos 44 e 56 minutos. 7 de Junho de 2008. Stade de Genevè, Genebra. 1º Jornada do Grupo A do Euro 2008. Portugal-2 Turquia-0. Golos de Pepe, aos 61 minutos, e de Raul Meireles, aos 90. 22 de Junho de 2024. Signal Iduna Park, Dortmund. 2ª Jornada do Grupo F do Euro 2024. Portugal-3 Turquia-0. Bernardo Silva aos 22 minutos, Samet Akaydin aos 29, na própria baliza, e Bruno Fernandes, aos 56, deram a vitória a Portugal. Conclusão: Euros. Junho. Portugal quatro vitórias e zero derrotas, Turquia zero vitórias e quatro derrotas. Portugal oito golos marcados e zero sofridos, Turquia zero golos marcados e oito sofridos. Não há sultões que lutem contra Santo António, São João, São Pedro e um exército inquebrável de pimentos tostados e sardinha assada. 


Se você nem dormiu particularmente bem na noite anterior; se passou demasiado tempo a estimular-se fisicamente a ver diversas atividades de índole amorosa na Rússia dos anos 2000, e já, se sabe, depois do...golo, vem a soneira; se você comeu frango assado ao jantar, bem picante, o que teve como consequência a ida regular ao frigorifico para ir buscar uma e outra mine, o que logicamente incrementou a dolência corporal; e se, no fim disto tudo, ainda foi beber um shot de bagaço...e ainda assim conseguiu ficar entretido a ver um jogo do Euro 2024, então isso só prova duas cousas: que você não é normal (o que já sabíamos), e que o Bélgica-Roménia foi um ´celente jogo da bola, onde esta foi geralmente muito bem tratada por todos, inclusive pelo Onana (que a par do De Bruyne, foi o único que não cantou o hino belga). Os guarda-redes, sobretudo o romeno, também estiveram em evidência, impedindo que o resultado final fosse qualquer cousa como 7-2 para os chocolateiros. Agora, á entrada para a última rodada, todas as equipas no Grupo E têm três pontos. Os meus palpites para os dois jogos que faltam. Bélgica-Ucrânia: 1. Eslováquia-Roménia: 1X2.

sábado, 22 de junho de 2024

Euro 2024 (Dia 8).

Enquanto os jogos entre as seleções de maior cotação têm sido excelentes chamadas para o reino de Hypnos, os encontros mais "piquenos" do Euro 2024, pelo contrário, têm providenciado diversão diurna bem superior, sobretudo aqueles que envolvem o mais leve traço de rivalidade regional. Um Eslováquia-Ucrânia, á primeira vista, não se encaixaria nesta questiúncula das pelejas entre vizinhos, mas desde que o russófilo...perdão, o pragmático Robert Fico ganhou as eleições legislativas eslovacas e prometeu acabar com toda a ajuda militar á Ucrânia (duas pistolas enferrujadas e um tanque sem lagartas), o ambiente entre as duas nações ficou mais crispado. Posto isto, o jogo foi civilizado e não houve os excessos medievais do anterior Eslovénia-Sérvia. Limitou-se a haver futebol de ataque, com o Trubin, nos primeiros dez minutos de jogo, a fazer mais defesas do que aquelas que o Lunin tinha feito nos noventa minutos do jogo contra a Roménia. A Eslováquia lá marcou, numa semi-frangalhada do guardião do (censurado). A partir daí, mesmo com o contínuo e prolongado exílio de Mudryk, a Ucrânia começou a lutar pela vida, imaginando já a desonra de totalizar zero pontos em duas jornadas; uma afronta ao país, ainda por cima numa altura destas. Empate e a dez minutos do fim, com um trabalho fulgurante de receção e finalização que felizmente não mostrou em Portugal, o Yaremchuk fez o 2-1 final, impedindo os traidores da NATO de amealharem já preciosos seis pontos. Na última jornada a Eslováquia joga contra a Roménia e a Ucrânia defronta a Bélgica.


Gosto muito de mulheres polacas. E do Roman Polanski. E do Lech Walesa. E dos mestres austríacos musicais. E o Haneke tem alguns grandes filmes. Os do Ulrich Seidl fazem-me rir. Mulheres austríacas não estou muito a par, mas se a média for 40% deste calibre...Mas nada disto foi suficiente para me fazer gastar energias visuais num Polónia-Áustria. Ganharam os austríacos 3-1, e os polacos já foram eliminados. Boa viagem. 


Zzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz.

Kino Scopophilia. Volume 451. Número 22.

A Night to Remember (1958). Roy Ward Baker

Filme: 3/5 (Criterion #7)


Dip huet seung hung (1989). John Woo

Filme: 3/5 (Criterion #8)


The Grifters (1990). Stephen Frears

Filme: 4/5 (100 melhores Film Noir de todos os tempos para a Paste Magazine. #94.)


The Naked City (1948). Jules Dassin

Filme: 4/5 (100 melhores Film Noir de todos os tempos para a Paste Magazine. #93.)


Kentucky Pride (1925). John Ford

Filme: 4/5 (Tentativa de fazer uma integral John Ford, por ordem cronológica, e tendo como fonte a Wikipedia.)


The Shamrock Handicap (1926). John Ford

Filme: 4/5 (Tentativa de fazer uma integral John Ford, por ordem cronológica, e tendo como fonte a Wikipedia.)


Metropolitan (1989). Whit Stillman

Filme: 4/5


Night School (1981). Ken Hughes

Filme: 3/5


Time After Time (1979). Nicholas Meyer

Filme: 3/5


The Slumber Party Massacre (1982). Amy Holden Jones

Filme: 3/5


Time Without Pity (1957). Joseph Losey

Filme: 4/5


The Getaway (1972). Sam Peckinpah

Filme: 5/5


Akira (1988). Katsuhiro Ôtomo

Filme: 4/5


Lo squartatore di New York (1982). Lucio Fulci

Filme: 4/5


Lizabeth Scott. Segundo a trívia associada a The Strange Love of Martha Ivers, a radiante beleza da Lizabeth Scott ia quase provocando graves tumultos na estreia do filme em Londres, isto porque o público, hipnotizado pelos feixes de luminosidade que provinham da face da Lizabeth, ficou em polvorosa sentimental e quis muito importunar a atriz. Como o compreendemos; nós também gostaríamos muito de incomodar a menina. Mas a sós, sem o estupidificante histerismo das massas como cúmplice. Bom, talvez com a companhia da Barbara Stanwyck, sua colega de trabalho na obra em questão. Mais uns kiwis. The Strange Love of Martha Ivers (1946). Lewis Milestone

Filme: 3/5 (Framing Pleasures #22)


Lizabeth Scott & Barbara Stanwyck. Agora é arranjar os kiwis. The Strange Love of Martha Ivers (1946). Lewis Milestone

Filme: 3/5 (Framing Pleasures #23)


Meg Bellamy. Você é um herdeiro ao trono da coroa inglesa. Anda na Universidade. Uma menina bastante atraente, de nome Kate, que também anda nessa universidade e que por mero acaso é da sua turma, desfila num concurso de moda. Especialmente para si, escolhe usar uma túnica transparente com roupa interior. Pisca-lhe o olho quando passa por si. Duzentos anos depois, os reis e rainhas de Inglaterra, em pleno jantar com comida alojada num chip cerebral, contam histórias de quando o Rei William soube o exato momento em que teria de pedir em casamento a Rainha Kate. The Crown: Season 06, Episode 09 (2023). Erik Richter Strand

(Framing Pleasures #24)


Alice Izaaz & Lola Le Lann. Alice (de sapatinho preto) e Lola (de calcinha vermelha) são sexualmente objetificadas por quatro partes interessadas. Primeira parte: elas próprias. Segunda parte: o cineasta. Terceira parte: os rapazes no filme. Quarta parte: Capitão Napalm. Male Gaze-3, Female Exibicionism-1. Un moment d'égarement (2015). Jean-François Richet

Filme: 3/5 (Framing Pleasures #25)


Paula Beer. Qualquer comentário será mera redundância. Por isso, não discutiremos o colo do peito da Paula. Não discutiremos os ombros da Paula. Não discutiremos os olhos da Paula. Não discutiremos os lábios da Paula. Não discutiremos as nádegas da Paula. Não discutiremos as perninhas da Paula. A bem da nação. Pampa Blues (2015). Kai Wessel

Filme: 2/5 (Framing Pleasures #26)


Nathalie Pascaud. Dolce far niente. Les vacances de Monsieur Hulot (1953). Jacques Tati

Filme: 5/5 (Framing Pleasures #27)


Salomé Richard. Dolce far niente #2. Revês de jeunesse (2019). Alain Raoust

Filme: 1/5 (Framing Pleasures #28)


Jennifer Paige. Crush (1998). David Hogan

Filme: 3/5 (Procura-se desesperadamente artista musical que faça apenas e só do hedonismo sedentário e burguês o seu modo de vida e de sustento, sem qualquer centelha de referência e pensamento sobre o "estado do mundo" e suas complexidades.)

SECÇÃO CULTURA, CONHECIMENTO, EROTICA, PERVERSÕES & DIVERSÕES

SÉRIES

1.

2.

3.

4.

5.

1.POV da barriguinha da Nell Tiger Free por parte de Miles Teller2.Hart Bochner. O Ellis do Die Hard3.Jena Malone & John Hawkes4.Nell Tiger Free5.William Baldwin. The pretty boy dos 90's transformado em personagem alucinada. Too Old to Die Young, Volume 4: The Tower (2019). Nicolas Winding Refn

COMPLETA ALEATORIEDADE


Natalie Portman. 1996.

CERVEJAS DO MUNDO


Grécia. Mythos.

COMIDAS DO MUNDO


Colômbia. Sancocho de Gallina.

VAMOS TENTAR COLOCAR AQUI TODAS AS IMAGENS DE LEITE CREME ATÉ HOJE DISPONÍVEIS NA WORLD WIDE WEB


HAMBURGAS


COUSAS AMARELAS E PRETAS


BLUE


E O TEMPO PASSA


MELHORES JOGADORES DA BOLA DE TODOS OS TEMPOS


Lilian Thuram

COLISEUS


FC Schalke 04. Arena AufSchalke.

BRINCA BRINCANDO


NATAL É QUANDO O GÉNERO NÃO BINÁRIO QUISER


DESIGN FOR LIFE


O PINTOR E A CIDADE/E A ALDEIA/E A VILA


COLOURS


O SABER NÃO OCUPA LUGAR


RUÍNAS


ART VANDELAY


OPEN AIR


PRAIA


MELHORES ÁLBUNS MUSICAIS DE TODOS OS TEMPOS 1962-2008


Lush. Split (1994).

OS LIVROS DA MINHA VIDA/OS MEUS LIVROS DA VIDA


Ed McBain. Lightning (87th Precinct) (1984).

GRANDE DICIONÁRIO DA CULTURA POPULAR


Skrik (em portugês, O Grito), de 1893, é uma série de quatro pinturas "existenciais" do artista norueguês Edvard Munch. Dois dos quadros encontram-se no Museu Munch, em Oslo, outro na Galeria Nacional de Oslo e o último numa coleção particular, depois de em 2012 ter sido comprado por bonitos 119,9 milhões de dólares.


One Hour Photo (2002) é um thriller norte-americano escrito e realizado por Mark Romanek, hóme mais célebre por ter dirigido clipes musicais para algumas celebridades (Madonna e Nine Inch Nails, por exemplo) nos anos 90. A sua estrela principal é o falecido Robin Williams. 


São necessários escassos vinte minutos diários de Sol na pele para que a quantidade de Vitamina D produzida seja satisfatória. Mais do que isso já será um risco para a pele, embora o bronzeado daí resultante poderá compensar todos os perigos inerentes a uma demorada exposição solar. 


Indian Summer, de 1970- mas gravada em 1966-, é uma canção dos The Doors presente no quinto álbum de estúdio da banda, Morrison Hotel.

BELEZA FEMININA A PERDER DE VISTA ENCONTRADA NO TERCEIRO PLANETA A CONTAR DO SOL

1.

(DEUS EXISTE- TEMOS PROVAS!)



2.

(BIKINI ATOLL)



3.

(EROTIC DREAMZZ)



4.

(BRITNEY SPEARS)



5.

(SMOKING/NO SMOKING)



6. 

(AI SHINOZAKI)



7. 

(ALANA KERN)



8.

(JORDYN JONES)



9.

(OLIVIA PONTON)



10.

(EMILY FELD)



11.

(OS ANOS EINSENHOWER)



12.

(BELEZAS NATURAIS DO PLANETA TERRA)


Daniela Arango


Cassi Colvin

13.

(READ MY LIPS)



14.

(MARY QUANT)



15.

(TOO BEAUTIFUL TO BE TRUE)












16.

(SCARLETT JOHANSSON)



17.

(JOANA DUARTE)



18.

(MARGARIDA CORCEIRO)



19.

(JENNIFER LOVE HEWITT)



20.

(DIANE LANE)



21.

(LEXI BELLE)



22.

(SYDNEY SWEENEY)



23.

(EMMA ROBERTS)



24.

(VINTAGE BEAUTY)



Marie Laforêt

25.
 
(ALWAYS LOOK IN THE EYES)



26.

(VIRGEM MARIA)



27.

(AGORA QUE O MAX HARDCORE FALECEU, RELEMBREMOS A SUA ARTE)


Tabitha James & Nikkie Nievez


Allie Addison

28.

(HOW DO I LOOK?)



29.

(LIPSTICK JUNGLE)



30.

(É EVIDENTE QUE CONTINUAREMOS A LUTAR POR UM MUNDO MAIS INCLUSIVO)



FOTOS VISTAS POR AÍ


JOSÉ VILHENA CARTOONS


JOSÉ VILHENA TEXTOS

O beija-mão

O cavalheiro bem educado, ao proceder ao beija-mão, tocará levemente com os beiços na parte posterior do metatarso da senhora não passando daí (como alguns tentam fazer).

(continua)

José Vilhena, Manual de Etiqueta, 1959.

Editora: E-Primatur.

1ª edição, Maio de 2017.


AMBIENCE